Autor Tópico: [Fala com a LEGO] Respostas por Jan Beyer II  (Lida 1760 vezes)

tânia

  • Fundador
  • *****
  • Mensagens: 11618
  • Ditadora...olha, decide tu!!
    • Pasta do brickshelf
[Fala com a LEGO] Respostas por Jan Beyer II
« em: 18 de Outubro de 2006, 18:18:39 »
Mais algumas respostas dadas pelo Jan Beyer,


1 -  Como aqui teoricamente é um canal entre o usuário e a empresa, faço uma pergunta:
A LEGO irá montar uma Legoland no Brasil, ou em qualquer outro país da América Latina?

"Os parques LEGOLAND estão vendidos a um grupo chamado Merlin Entertainments por essa razão não será a LEGO a abrir e gerir os parques, mas pelo que eu sei, não existem planos neste momento para abrir parques nos locais que mencionas."


2 -  Porque é que alguns sets e mesmo temas inteiros estão disponiveis nas lojas europeias e não nas lojas da peninsula ibérica?
Isso é influenciado por Portugal (edit: a península Ibérica) fazer parte da LEGO South?
O que é a LEGO South? Não existe só uma companhia LEGO?

"Que sets e em que mercados serão vendidos, é por norma uma decisão dos responsáveis de marketing nos diferentes países e de acordo com o volume de vendas, preferências dos retalhistas, quota de mercado e outros factores. Por essa razão, nem todos os sets são vendidos em todos os mercados."


3 - Qual é a receptividade da LEGO à produção sob licença de elementos específicos?
Estou a referir-me mais concretamente às linhas de combóio de 9V, em risco de desaparecer a long prazo (e que talvez beneficiassem com uma licença do tipo Samsonite/anos 60).

"Estamos agora a estudar este assunto e a ver o que é possível fazer."


4 - O sistema Technic dispõe de muitas peças que possibilitam a emulação de modelos funcionais do mundo real; no entanto, falta uma classe muito importante de peças: as hidráulicas.
As peças pneumáticas não possuem a força necessária para mover estruturas mais pesadas do que o normal, nem conseguem manter a pressão de ar em comprimentos consideráveis de tubagem. Um sistema hidráulico poderia suprir esta dificuldade, e encontrar inúmeras aplicações em sets Technic futuros.
Há alguma razão para a LEGO nunca ter tentado nada com sistemas hidráulicos?

"Claro que existe uma razão. Para a hidráulica funcionar precisarás de um flúido e essa solução não satisfaz devido a razões de segurança - ainda somos um brinquedo para crianças - imagina um garoto de 7 ou 8 anos a brincar com sistemas hidráulicos."


Perguntas originais:

1 -  Since this is theoretically a channel between user and TLC, I'll pose a question:
       Will LEGO open a LEGOland park in Brazil, or any other Latin American country?

The LEGOLAND Parks are sold to a group called Merlin Entertainments so i twill be not LEGO who open and operates the parks but as far as I know are there no plans at the moment to open parks in the places you mention.

2 -  Why are some LEGO sets and even whole themes availale in european shops, but not in iberian shops? Is that influenced because the iberian peninsula belongs to LEGO South?
What is LEGO South? Isn't there just one LEGO company?

Which sets will be sold in which markets is normally a decision which is made by the responsible marketing persons in the different countries according to sales figures, preferences of the retailers, market share and other factors. So not all sets are sold in all markets

3 - What is LEGO's willingness to license the production of certain specific elements?
I'm referring to the 9V train tracks, which are at risk of discontinuation in the long run (and which might benefit from a licensing scheme of the kind Samsonite had in the 60's).

We are in the process of looking into it and see what is possible.

4 - The Technic system has many parts which enable the emulation of real world models; yet, one very important class of parts is missing: hydraulics.
The pneumatic parts lack the strenght to move heavier structures, and they are unable to retain air pressure in long hoses. An hydraulics system could overcome these difficulties, and find numerous applications in future Technic sets.
Is there any reason why LEGO never made any attempts with hydraulics?

Of course there is a reason.  For hydraulic you will nee a kind of fluid and that will not suitable due to safety reason – we are still a kids toy – imagine a 7 or 8 year old kid shall play with hydraulic.

« Última modificação: 19 de Outubro de 2006, 15:03:08 por LBaixinho »
tânia
boas construções!

El_gordo

  • Fundador
  • *****
  • Mensagens: 17569
  • O maquinista do combóio
    • A minha pasta na Brickshelf
Re: Respostas por Jan Beyer II
« Responder #1 em: 18 de Outubro de 2006, 19:09:37 »
Mais algumas respostas dadas pelo Jan Beyer,

(snip)

2 -  Porque é que alguns sets e mesmo temas inteiros estão disponiveis nas lojas europeias e não nas lojas da peninsula ibérica?
Isso é influenciado por Portugal (edit: a península Ibérica) fazer parte da LEGO South?
O que é a LEGO South? Não existe só uma companhia LEGO?

Which sets will be sold in which markets is normally a decision which is made by the responsible marketing persons in the different countries according to sales figures, preferences of the retailers, market share and other factors. So not all sets are sold in all markets
"Que sets e em que mercados serão vendidos, é por norma uma decisão dos responsáveis de marketing nos diferentes países e de acordo com o volume de vendas, preferências dos retalhistas, quota de mercado e outros factores. Por essa razão, nem todos os sets são vendidos em todos os mercados."

Pergunta de seguimento/Follow-up Question:

Quem é esse responsável de marketing no caso de Portugal?
Who is the responsible maketing person for Portugal?


Pedro

PS: gostei de saber que há movimentações quanto às linhas de 9V :)

tânia

  • Fundador
  • *****
  • Mensagens: 11618
  • Ditadora...olha, decide tu!!
    • Pasta do brickshelf
Re: Respostas por Jan Beyer II
« Responder #2 em: 19 de Outubro de 2006, 10:57:22 »
Pergunta de seguimento/Follow-up Question:

Quem é esse responsável de marketing no caso de Portugal?
Who is the responsible maketing person for Portugal?

Assumindo que não tenha havido movimentações de maior nessa área durante os últimos meses a responsável é uma senhora chamada Toni Lanuza, com quem já tive o prazer de "charlar por un rato".
É, como o cargo a obriga, cordial mas muito firme.
Falamos sobre a falta de eventos LEGO em Portugal, falta de merchandising, apoios, visibilidade da marca, inclusivé da limitação de sets no mercado. A resposta foi sempre baseada nos princípios que o Jan Beyer enumera..volume de vendas, preferências dos retalhistas (dos grandes hipermercados e lojas de brinquedos), quota de mercado, etc.
Contra factos não há argumentos e neste caso aplica-se na perfeição. Só no volume de vendas ficamos a milhas de nuestros hermanos, eles também são bem mais...a única solução que encontro é desatar a comprar e a convencer toda a gente que conhecemos directa ou indirectamente a comprar LEGO e assim subirmos substancialmente o volume de vendas, até lá meus amigos somos representados por um barra muito pequenina no gráfico de vendas (atrevo-me a dizer, quase insignificante quando comparada com outros países europeus e mesmo com a vizinha Espanha).
Soluções procuram-se.
tânia
boas construções!