Temáticas > Actuais

Proposta de Standard para Layouts

(1/22) > >>

LBaixinho:
City Standard.
Esta proposta tem como base os layouts apresentados pelos Belgas no LW 2007 e por alguns Holandeses.





Objectivo:
Criar layouts para eventos com a participação de vários membros. O standard facilitará a negociação entre os vários participantes, a criação de um layout coerente e facilitará a montagem e desmontagem nos eventos.

Considerações Gerais:
O City Standard será preparado para ser visto de um dos lados. No entanto a visualização dos dois lados não será posta completamente de lado.
O standard não pretende ser rígido. Haverá sempre lugar a negociações (principalmente entre vizinhos) para facilitar a implementação e a criatividade.
A linha de comboio será dividida em duas “ovais”, uma para cada direcção.

Medidas:
A medida base será a baseplate de 32 por 32 studs. O standard terá 6 baseplates de fundo (192 studs) e de largura múltiplos de 32 studs. Ou seja, um membro terá que obrigatoriamente* ter um módulo de 192 studs de fundo e múltiplos de 32 de largura.
Das 6 baseplates de fundo, duas delas terão linhas de comboios (com duas linhas cada) e uma delas será uma roadplate. Portanto, por norma, só três das seis baseplates de uma unidade servirão de base para as construções.


*Poderá não ser obrigatoriamente visto poder recorrer a empréstimos de outros membros para as linhas de comboios, roadplates e as baseplates de base para as linhas de comboio.

Pontos de Conexão:
Como referido no ponto anterior, haverá 5 vias de comunicação. Uma estrada e 4 linhas de comboio.
As 4 linhas de comboio estarão divididas em dois grupos. O primeiro grupo estará na primeira baseplate e o segundo grupo na sexta e última baseplate. Cada linha terá 4 studs de espaço lateral. Ou seja, as linhas de comboio estarão a 4 studs do limite da baseplate e com 8 studs de espaço livre no interior.


A estrada será uma roadplate que será a segunda baseplate.

Pontas:
As pontas do layout poderão ser compostas do seguinte modo.


Poderão ser negociadas para “pertencerem” a um membro que fará o respectivo módulo e poderá fazer alterações para incluir criações.

Negociações pontuais:
Poderá haver alterações aos pontos de conexão através de negociações com vizinhos. Desde de alterações quanto à ordem das baseplates (por exemplo colocar a roadplate noutra posição) até à inserção de relevo nos módulos.

Exemplos de módulos:
Um exemplo de um módulo normal com 3 baseplates de largura.


Exemplo de um módulo com a substituição de algumas baseplates 32x32 por baseplates 48x48.


Um exemplo com uma rua perpendicular para um pequeno bairro.
 

Um exemplo com a inserção de curvas nas estradas e agulhas para uma estação.



Sobre os vários tipos de roadplates:
Existem vários tipos de roadplates. A consonância entre os módulos deverá ser negociada entre vizinhos não sendo no entanto haver concordância obrigatória. Haverá sempre quebras entre os módulos devido à utilização de roadplates diferentes.

Exemplo de um layout:

Nine:
Bom trabalho  :)

blueblock:
sim senhor  ;D

acho que vai ajudar se formos por ai

Americo Verde:
algumas destas coisas vocês já tinham falado não já !?

DEpois de ver a trabalheira que deu montar o layout em Viseu , isto faz todo o sentido .

Evitam-se os trabalhos , montagem de set´s à pressa . Etc Etc ETc

Grande : good Work ;D ;D

tânia:

--- Citação de: Americo Verde em 11 de Novembro de 2007, 14:55:09 ---algumas destas coisas vocês já tinham falado não já !?

DEpois de ver a trabalheira que deu montar o layout em Viseu , isto faz todo o sentido .

Evitam-se os trabalhos , montagem de set´s à pressa . Etc Etc ETc

Grande : good Work ;D ;D



--- Fim de Citação ---

Gosto bastante deste standard.

Quatro grandes mais-valias no meu ponto de vista, existem outras mas estas destacam-se:

1º - Diversidade de construções/expositores. Podem participar mais membros, cada um no seu estilo, sem pressões quanto ao que "devem" construir e "como" construir. A negociação, se necessária, faz-se com o parceiro do ou dos lados. Podem 2 ou 3 membros juntarem esforços para construírem algo maior em 2 ou 3 standards, tipo uma montanha ou praia.

2º - Harmonia/impacto visual. Mesmo com grandes misturas de técnicas, cores, estilos e tamanhos o display torna-se no geral uma só grande construção.

3º - Montagem e desmontagem. Cada standard estará completo com construções (edifícios, veículos, landscape, etc) e minifigs de uma só pessoa. O que facilita e diminui em tempo todo o processo de colocar e tirar das mesas o material.

4º - A possibilidade de participação, mesmo que o membro tenha uma colecção pequena. Aqui há muito espaço para a imaginação e criatividade.


Julgo que já é tempo da comunidade avançar para um projecto deste estilo. Para já temos o 0937standard de cidade, que por norma é sempre um dos nossos maiores displays em eventos.

Este standard específico foi já estudado, discutido e implementado por outros LUGs. Nós só temos que aproveitar o trabalho anterior feito e começarmos a trabalhar nas nossas construções.

Não sei se o pessoal tem algum interesse em criar cenas mais "portuguesas", alguns estátuas, prédios ou monumentos mais conhecidos podiam ajudar a melhor caracterizar o nosso display.

Estamos em Novembro2007 e eu gostaria de desafiar o pessoal para em Junho2008 podermos pela primeira vez juntar e expor o nosso standard.
Temos um pouco mais de meio ano para levantar o nosso 0937standard, tempo para cada um pensar no que pretende fazer e fazê-lo!

Pretendo começar a negociar local e condições de exposição já no próximo mês, numa cidade do norte do país.

Estamos a estudar na Miniancora uma forma de conseguir arranjar baseplates verdes para todos efectivamente interessados a um preço mais simpático.

Mesmo com o empréstimo de roadplates e linhas de comboio, deixo no ar a ideia de pensarem (poupando umas moedinhas por semana num porquinho mealheiro) em comprar pelo menos as linhas.





Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa