Bem-vindo ao site oficial da Comunidade 0937

Somos um grupo de fãs de LEGO sediado em Portugal e fundado em 2006.
Temos como missão promover este passatempo para todas as idades, realizando exposições e encontros um pouco por todo o país. Disponibilizamos ainda este espaço online, uma plataforma de discussão e informação que é também a principal porta de entrada para novos membros que se queiram iniciar neste passatempo.
Clique aqui para saber mais sobre nós.

“O Maquinista” em entrevista


Fala-nos um pouco sobre ti: Quem és? O que fazes e de onde vens?
O meu nome é Pedro, 25 anos, agente de viagens a acumular com estudante de História. Nasci e vivo no Porto. Um filho, e perto de 500 sets. Antes de optar por uma carreira nas Letras estive ligado à área científica estudei engenharia civil. Talvez me tenha enganado na escolha de carreira por gostar demais de LEGO… é que fazer casas não é bem a mesma coisa!
Como foi que descobriste o LEGO? Lembras-te do teu primeiro conjunto?

Não me lembro do meu primeiro conjunto, mas lembro-me de ter um lote simpático de DUPLO incluindo um comboio (http://guide.lugnet.com/set/2700). Acho que esse comboio mudou a minha vida! Os meus pais decidiram a dada altura dar-me LEGO; como nenhum deles tinha tido LEGO em criança, suponho que fosse uma escolha influenciada em parte pelo círculo de amigos, e também pelas disponibilidades nas lojas de brinquedos do Porto. O meu primeiro conjunto BASIC, com peças comuns, foi o [peeron]530[/peeron].
Qual é o teu tema favorito e o que gostas mais de construir?

O meu tema favorito é o comboio, ligado quase indissociavelmente à cidade. Não vejo um tema sem o outro. Tenho algum carinho por temas como Castelo e Piratas, mas não propriamente pela qualidade dos sets.

Passaste por uma dark age?

Não. O pior ano foi para mim 1998, em que só comprei um set. Mas se olharmos para o catálogo desse ano, também não havia muita coisa que me pudesse interessar…

O que é que te atrai mais no LEGO para que o tenhas eleito como hóbi?

Comodismo de escolha: ao ponderar começar uma colecção de selos, concluí que nem tinha
paciência nem vontade de começar do nada; ao ponderar ferromodelismo, concluí que não tinha dinheiro. Como nunca deitei LEGO fora, foi fácil passar a chamar ao cesto dos brinquedos colecção embrionária e desenvolver a coisa a partir daí. Claro que o facto de o LEGO ser um meio de expressão fantástico ajuda muito a manter a paixão acesa. E agora também começo a pensar na minha colecção numa óptica familiar tenho a sorte de ter uma namorada que até achou piada ao meu hóbi, e o bebé tem PRIMO desde a véspera do
parto. Ajuda muito poder considerar o meu hóbi como algo que reúne a família.

Onde procuras inspiração para as tuas criações? E quem é que tens nos Favoritos?

Não tenho ninguém nos favoritos. A minha inspiração ou surge de forma mais ou menos aleatória na web, ou de coisas que vejo ao vivo e a cores. Se encravo numa ideia, aí talvez procure soluções já testadas por outros autores. Mas a verdade é que também faço poucas criações originais não é por agora o meu objectivo principal enquanto AFOL.

Qual é a tua criação preferida?

Própria, é a locomotiva vermelha que apresentei em Fevereiro. Foi o primeiro projecto que levei a cabo totalmente com recurso ao MLCAD, e para o qual só foi preciso comprar as peças e montar, sem testar nada. E saí da sala de partos a meio para ir conferir se as peças tinham chegado… claro que só montei quando cheguei a casa, foi a minha garrafa de champagne e o meu charuto cubano.

Alheia… há muito por onde escolher. Vou listar uma que tenho presente agora, para estudar: Otherdam Junction, do já falecido Eric Brok. Baseia-se na estação de Sloterdijk e é um exemplo de harmonia: nem grande nem pequena, nem simples nem complexa.
Qual é o teu elemento LEGO preferido?

Fácil: a mota que povoou os sets de cidade nos anos 80 e 90. Tecnicamente são vários elementos, mas já vinham montados de fábrica.

Como surgiu a ideia do Fórum0937? E quais eram os objectivos iniciais?

Recorria-se a fóruns externos para a comunicação em português, sendo que a inscrição nos ditos era no mínimo complicada. Sentiu-se portanto a necessidade de criar um recurso de acesso fácil e livre para discutir LEGO em português. Havendo a necessidade e a oportunidade de o criar, lá veio o fórum.
Quais são na tua opinião, a médio prazo, as metas a atingir por todo este projecto?

Manter conteúdos interessantes. A comunidade precisa de ter um foco de interesse para evoluir, mais nada.

Comments are closed.