Bem-vindo ao site oficial da Comunidade 0937

Somos um grupo de fãs de LEGO sediado em Portugal e fundado em 2006.
Temos como missão promover este passatempo para todas as idades, realizando exposições e encontros um pouco por todo o país. Disponibilizamos ainda este espaço online, uma plataforma de discussão e informação que é também a principal porta de entrada para novos membros que se queiram iniciar neste passatempo.
Clique aqui para saber mais sobre nós.

Mel, a cara do BrickJournal na Europa

Olá Melody!
Olá Luís 😛

Falemos um pouco de ti: quem és tu? O que fazes, de onde és?
Chamo-me Melody Krützfeldt e tenho 32 anos, pelo menos fisicamente 😉 – sou uma AFOL, portanto faço muitas coisas relacionadas com isso. Alguns projectos, algumas trocas, a edição europeia do Brickjournal e isso… De onde sou? Austrália! Também vivi uns anos na Nova Zelândia.

Como foi o teu primeiro contacto com LEGO? Lembras-te do teu primeiro set?
Oh eu tinha 3 anos… os meus avós tiraram um objecto volumoso da mala do carro e era um set LEGO, de certeza que era maior do que eu! 😉 – não me recordo da referência, é pena. Mas adorei-o por muitos anos e foi isso que começou o meu fascínio pelo LEGO.

Qual é o teu tema favorito e o que te dá mais prazer construir?
Gosto de muitos temas, da mesma forma que gosto de quase tudo o que é LEGO. Se tivesse de escolher temas; Creator, sets promocionais, Belville, Paradisa, abuland, Exo-Force, Castelo, Cidade, os fantásticos “sets para adultos” que a LEGO tem lançado recentemente… gosto de muitos temas e sets também por causa das peças e suas cores 😀 – gosto de construir edifícios 😉 Gosto de arquitectura e coisas um bocado diferentes. Tenho muitas ideias e pouquíssimo tempo para as construir todas. Mas tento construir as mais que posso.

Tiveste uma Dark Age (porquê?)
Nunca considerei ter tido uma Dark Age pelo simples facto de sempre ter adorado LEGO, mesmo quando os meus pais se recusaram comprar mais, convenci o meu irmão mais novo a continuar a comprar sets, mesmo sendo Espaço continua a ser LEGO! À medida que o tempo foi passando, ia às lojas de brinquedos e sonhava ao passar pelos novos sets LEGO nas prateleiras. Quando crescemos, os meus pais deram-me dinheiro para comprar prenda de aniversário para o meu irmão, claro está, comprei LEGO 😀 – Disseram que era mais provável que eu o tivesse comprado para mim, mas não liguei :O – Quando tive um emprego, apercebi-me que podia passar a comprar os meus próprios sets 🙂 – Foi então que a minha colecção cresceu a sério.

Que te atrai mais no LEGO para o escolheres como hobby?
Enquanto criança, os meus pais não conseguiam dar-nos sempre o que queríamos. Eu via que com LEGO se podia fazer várias coisas diferentes, tudo o que a imaginação concebesse. Para mim, isto era importante porque assim me mantinha entretida, e o meu irmão também. Adoro o facto de ter cada dia um brinquedo novo. A outra coisa boa do LEGO é que se construíres um carro e a roda sair, podes voltar a pô-la no sítio, e a maioria dos brinquedos não permite isto, se alguma coisa parte, parte mesmo e segue para o lixo. Mesmo como adulta ainda adoro o conceito de poder construir qualquer coisa que queira, e agora com todas as novas peças e cores, só me delicio ainda mais.

Podes falar-nos da comunidade AFOL alemã?
A comunidade AFOL na Alemanha é bastante grande, muitos estão ligados ao 1000steine, mas muitos outros preferem não se envolver activamente por razões pessoais, acho que muitas comunidades são assim mesmo. Acho que a comunidade alemã tem muitos construtores talentosos, muitos têm o hobby há imenso tempo e por isso têm colecções fabulosas. Isso ajuda-os com as suas construções. Há muitas coisas inspiradoras na Alemanha e em toda a Europa. Na comunidade alemã há também eventos todos os anos, alguns são pequenos mas outros são granditos, 1000steineLand, Frechen e Bricking Bavaria. Como não sou alemã, é possível que veja as coisas de forma diferente do que um alemão veria.

Como te cruzaste com a Comunidade 0937?

Através do Brickjournal. Como faço a gestão da parte europeia do BJ, precisava de contactar os AFOLs para eles saberem quem sou e o que faço, para o caso de eu precisar de pedir-lhes ajuda, conselhos, opiniões, artigos, ou qulquer coisa: foi nessa altura que descobri as comunidades europeias e tem sido engraçado ver as mais pequenas crescer! Mas também conheço muitos dos membros das comunidades 🙂

Onde vais buscar inspiração para os teus MOCs? Quem tens nos Favoritos?
Dedico-me bastante a pesquisar no Google, à volta de ideias que me enchem a cabeça, é bom ter algum suporte visual para saber melhor o que construir e como deverá ficar. Também me tento lembrar de muitos lugares que visitei nas minhas viagens pelo mundo 😉 – Já aconteceu de eu passar por alguma coisa e imaginá-la em LEGO, é engraçado, embora às vezes os meus amigos achem que eu estou louca 😉 – Favoritos? Vejamos… Arvo, adoro ver o que eles vão fazer a seguir, são simplesmente soberbos! Também muitos criadores japoneses, são fantásticos com o tijolo e usam-no de formas tão diferentes do que eu esperaria. Há muitos criadores nos meus favoritos, demasiados para mencionar, mas a coisa boa é que são de todo o mundo! E ainda é melhor que alguns deles são também meus amigos 😀

Qual é a tua criação preferida de todos os tempos? (Própria ou não) Porquê?
Oh criação favorita de sempre… não é fácil… já vi tantas; a sério, não acho que alguma se destaque como a melhor que eu tenha visto, já que vi tantas construções e usos de peças excelentes. Penso que muito do que já referi antes encaixa nessa categoria. Mas minhas? Hmmm gosto da minha Sweet Store… muita gente gosta do edifício e dos detalhes, se os faz felizes, então também me faz a mim! Até o Kjeld gosta! 😀

Qual é a tua peça LEGO favorita?
Oooh a favorita… vou fazer batota, listando mais que uma porque sou gananciosa e tenho mais do que uma favorita 😀 – ADORO a comida LEGO! Oh sim, toda ela, só queria poder comê-la… pode não ser exactamente à escala dum minifig, mas continua a ser adorável! Também gosto de tiles; colecciono-os em todos os formatos e cores que encontro. Também colecciono plates 1×1 😀 – Estas são excelentes para mosaicos e outro tipo de coisas que tenho tendência para fazer. Na verdade, para ser honesta eu colecciono tudo! Peças, literatura, roupa,… é só escolher 😀 Sou terrível! 😉

Podes explicar um pouco do teu trabalho no BJ?
Bem, como disse antes, eu tomo conta da parte europeia… mas queres saber porquê? Em Setembro/Outubro de 2006, decidi escrever ao Joe [Meno], pensando que ele ia dizer que não e ficaria por aí… pedi-lhe para escrever para o BJ, porque sempre quis escrever qualquer coisa. Portanto escrevi-lhe (antes tinha sempre pensado que havia gente suficiente, para quê incomodar-me…) e ele respondeu bem depressa com vários e-mails, e eram uma resposta positiva! – Fiquei muito contente, acreditava mesmo que podia contribuir com alguma coisa. 😉 – penso que foi 2 meses mais tarde que se debateu a ideia de haver alguém na Europa para gerir um gabinete ou assim, e foi assim que tudo se passou. Fui convidada e disse que sim, depois sentei-me com algumas ideias e passei-as à prática. Pretendia mesmo dar apoio às comunidades LEGO europeias para mostrar ao resto do muno o que vocês fazem! Pela minha parte, entendi que o BJ não deveria ser essencialmente artigos de americanos, por isso entrei na corrida do lado europeu! 😀 E numa nota feliz, se alguém quiser ontactar-me sobre artigos ou qualquer coisa divertida que possa passar a ser uma história ou entrevista, então força! Fico feliz em ajudar! E não mordo 🙂

Podem ver algumas das criações da Mel na LEGO factory aqui .

Tradução de Pedro El Gordo. 

Comments are closed.