Bem-vindo ao site oficial da Comunidade 0937

Somos um grupo de fãs de LEGO sediado em Portugal e fundado em 2006.
Temos como missão promover este passatempo para todas as idades, realizando exposições e encontros um pouco por todo o país. Disponibilizamos ainda este espaço online, uma plataforma de discussão e informação que é também a principal porta de entrada para novos membros que se queiram iniciar neste passatempo.
Clique aqui para saber mais sobre nós.

MOC do Mês de Fevereiro de 2013: Tesouro inesperado e Minifigures Tugas. Série 4

Para o mês de Fevereiro de 2013 foram eleitos dois excelentes MOCs do Mês, o Tesouro Inesperado do nuno2500 e o Minifigures Tugas. Série 4 do migbarroso. Seguem-se as duas entrevistas escritas com a colaboração dos autores.

Minifigures Tugas. Série 4 por migbarroso:

Pequena descrição do MOC:
O MOC corresponde à 4ª Série das Minifigures Tugas e foi apresentado cerca de 4 meses depois da primeira série.

A razão deste MOC:
Tal como já referi anteriormente, desenvolvi este projecto com o objectivo de representar à escala minifig as principais figuras históricas portuguesas (cerca de 80).

Maiores dificuldades:
À medida que vou avançando nas séries a dificuldade maior é conseguir manter a homogeneidade e qualidade das figuras em que naturalmente as mais óbvias e facilmente caricaturáveis se vão esgotando. Para contornar um pouco este problema, já escolhi todas as figuras a representar em todas as restantes séries (que em principio vão ser 10) e distribuí-as procurando também equilibrar quanto às diferentes épocas históricas ou profissões representadas (ex: máximo 2 reis e 1 desportista por série). A customização de algumas faces ou vestuário específico também se tem revelado um processo difícil e trabalhoso, mas que me tem dado bastante gozo.

Um pormenor que tiveste dificuldade em fazer e que te deu um prazer enorme em conseguir ultrapassar, ou uma técnica que utilizaste com particular satisfação:
O acessório que aguardava mais ansiosamente para esta série foi sem dúvida a peruca para o Marquês de Pombal. Só depois de sair o Juiz da 9ª Série das CMF é que finalmente consegui acabá-la. Mas a figura que mais gostei de fazer foi a Carmen Miranda. O chapéu com as frutas já o tinha idealizado há bastante tempo, mas só mais recentemente desenhei o vestido (que teve como base de design o vestido da bailarina de flamengo das CMF). Lembrei-me de combinar as cores das bandeiras portuguesa e brasileira e adaptei ao estilo Carmen Mirandesco adicionando umas mangas curtas.

Farás alterações / melhoramentos?
Admito fazer um ou outro melhoramento nas figuras das séries anteriores caso porventura surjam novos acessórios que melhor se adaptem a cada uma delas. Mas deverão ser sempre pequenos detalhes ou ajustamentos. Gostei também da ideia do nuno2500 de poder adaptar as figuras a autocolantes que ajudem a promover a comunidade 0937. Conto também apresentar as figuras à restante comunidade no Arte em Peças deste ano.

Inspirações (se existem):
Para as últimas duas séries, e também para as próximas, tenho pesquisado um pouco mais cada figura, quanto a detalhes ou características marcantes de cada uma delas que possam ajudar a identifica-la, para além dos pormenores fisionómicos.

Características, Medidas, nº de peças, peças raras (quais):
Cada minifigure tem mais ou menos o mesmo número de peças e acessórios disponíveis também nas séries oficiais de CMF, ou seja 5 a 6 (com um ou dois acessórios nas mãos e que ajudam a identificar melhor cada figura nacional).

Tesouro Inesperado por nuno2500:

A ideia para a categoria Vignette 1 Stud surgiu sobre um pedaço de papel: – O explorador enfiado num buraco à procura da lupa que caiu lá dentro. Feitos uns rabiscos, a fase de construção foi determinada pelas peças existentes. O ponto de partida foi assentar o interior da gruta sobre uma espécie de estalagmite e isso fez com que toda a parte subterrânea fosse feita em SNOT, devido às peças que tinha disponíveis. Como o equilíbrio seria uma questão complicada na hora de fotografar, surgiu a ideia de apenas assentar a parte de cima, feita com plates e colocar alguns pontos guia mas sem encaixes fixos por forma a permitir centrar com facilidade o peso sobre a peça de suporte, uma tile 1×1. A criação do carro, além de dar coerência a cena (a lupa saltou do carro após um guinada para se desviar do arbusto), permitiu equilibrar a construção mudando a sua posição.

Comments are closed.