Bem-vindo ao site oficial da Comunidade 0937

Somos um grupo de fãs de LEGO sediado em Portugal e fundado em 2006.
Temos como missão promover este passatempo para todas as idades, realizando exposições e encontros um pouco por todo o país. Disponibilizamos ainda este espaço online, uma plataforma de discussão e informação que é também a principal porta de entrada para novos membros que se queiram iniciar neste passatempo.
Clique aqui para saber mais sobre nós.

MOC do mês de Setembro de 2017 – Bumblebee

Para o mês de Setembro de 2017 a Comunidade 0937 elegeu o  “Bumblebee” , da autoria de CesBrick. Seguem-se as habituais palavras do autor para descobrirmos mais sobre esta construção.

Descrição:
Esta versão do Bumblebee é baseada no primeiro filme do Michael Bay. Não se transforma no Camaro mas tem bastante articulação pois usei as “ball joints” em todas as articulações principais. O uso da base foi uma opção que se revelou interessante uma vez que acho que confere um ar mais completo ao MOC.

Razão:

O Bumblebee sempre foi o meu Autobot favorito e ja há muito tempo que pensava em fazer um MOC nesta escala. Com o aumento de peças neste tom de amarelo tornou-se mais fácil de o realizar.

Desafios relevantes:

Sendo um Autobot, com uma forma humanóide, logo orgânica, não foi fácil de criar algo que fosse minimamente fiel ao do filme. Sobretudo na parte da cabeça, senti que era extremamente difícil de conseguir um resultado com o qual ficasse satisfeito. Outro grande desafio foram as mãos. Recorri a algumas técnicas “ilegais” e utilizando os talheres de Friends o resultado desejado foi conseguido.

Pormenor a destacar:

O uso das algemas nos olhos ajudaram a definir como o resto da cabeça iria ser feita. As janelas (nos ombros), utilizando vidros e algumas slopes.

Alterações:

Nenhuma prevista.

Inspirações:

Horas e horas a ver o filme e as cenas em que o Bumblebee entra e também algumas fotos de uma estátua da Sideshow com imensos pormenores.

Peças raras:

Algumas das peças cromadas e amarelas são relativamente raras, mas nenhuma se destaca.

Comments are closed.